Notícia 044

Uneb é a única Universidade do Estado qualificada para a Competição Brasileira de Robótica 2013.

A equipe Bahia Robotics Team (BRT) do ACSO/Uneb qualificou-se para disputar a Competição Brasileira de Robótica - CBR 2013 - em quatro categorias.

O evento é a principal competição científica de robótica do país e será realizado em Fortaleza-CE no período de 16 a 20 de outubro de 2013. De 150 equipes pré-inscritas apenas 115 obtiveram a qualificação.

Das equipes baianas, apenas a Uneb representará o estado nas categorias voltadas à estudantes do ensino superior e pesquisadores senior. As demais instituições baianas são todas do ensino fundamental e médio.

A CBR reúne os dois principais grupos de desafios de robótica do mundo: competição IEEE Brasileira de robôs e RoboCup Brasil. Estes desafios incluem futebol de robôs, resgate de vítimas de desastres, robôs de serviços domésticos, logística, robôs de serviços em espaços públicos, dentre outros.

A equipe Bahia RT irá participar pela primeira vez de quatro desafios: Futebol de Robôs Simulação 3D, IEEE Open, Corrida de Robôs Humanóides e RoboCup@Home.

Futebol de Robôs Simulação 3D

Esta categoria já é disputada pelo Bahia RT desde o ano de 2009. Nela, partidas com times completos formados por 11 robôs bípedes disputam em um campo simulado por computador partidas de futebol. Estão presentes desafios na área de controle inteligente de robôs, inteligência coletiva (sistemas multiagentes), inteligência artificial, percepção inteligente, entre outros.


Robô utilizado nas partidas da Simulação 3D.

Nesta categoria são utilizados modelos simulados do robô NAO da Aldebaran Robotics. Apesar de não usar o robô real - apenas sua versão simulada - esta categoria é bastante disputada e permite atuar no estado da arte da robótica inteligente. É a única categoria disputada no mundo que utiliza um modelo de robô real em partidas com 11 jogadores por time. Por isto representa um dos maiores desafios na área.

Com a experiência de ter disputado os mundiais de 2009, 2010, 2011 e 2013 nesta categoria e trazendo ainda na bagagem o vice-campeonato latino americano em 2010 e o 3o Lugar latino americano em 2012, o Bahia RT irá em busca do título brasileiro nesta modalidade em 2013.

IEEE Open

A equipe Bahia RT disputa esta categoria desde o ano de 2011 com participações nas competições latino americanas e brasileiras realizadas nestes anos. Em 2012, sagrou-se vice-campeã latino americana nesta categoria sendo a única equipe que obteve sucesso em concluir o desafio completo.

O desafio desta categoria consiste em construir e programar um robô de serviço para espaços públicos. Neste desafio especificamente o robô deve ser capaz de recolher lixo numa praia sem tocar nos banhistas, cadeiras de praias, sombreiros, etc e também sem cair na água. O robô é autônomo e toma suas decisões sozinho, sem interferência humana.


Robô recolhendo lixo na praia.

Para vencer este desafio é importante solucionar problemas de visão computacional, manipulação de objetos, deslocamento em terrenos irregulares, entre outros.


Robô depositando o lixo no repositório.

Neste ano, a equipe da Uneb utilizará o mesmo robô atual vice-campeão latino americano para tentar obter uma boa colocação novamente. Não foram feitos muitos investimentos em melhoria do robô pois esta categoria vem sendo utilizada como transição para a categoria RoboCup@Home que será descrita a seguir. Mesmo assim, as chances de figurar novamente entre os três primeiros e até de conquistar um título brasileiro são boas.

Corrida de Robôs Humanóides

Neste ano, o Bahia RT participará pela primeira vez de uma categoria com robôs bípedes reais. A proposta é usar a experiência já adquirida com a simulação 3D para construir um time de robôs humanóides reais. Estas são as categorias mais nobres da RoboCup que estão vinculadas ao objetivo de longo prazo desta iniciativa científica: "construir um time de robôs bípedes capaz de vencer a seleção campeã do mundo da FIFA até a metade do século XXI".

Para incorporar-se a este desafio, a Uneb está adquirindo um time de robôs NAO da Aldebaran Robotics. Como desafio inicial, o Bahia RT participará da corrida de robôs humanóides que premia o robô que consegue percorrer uma distância definida em uma pista em linha reta no menor tempo possível. Este é o primeiro desafio para no futuro ter robôs aptos a jogar futebol.

Todo o software necessário para cumprir este desafio já está pronto e testado em simuladores. Os pesquisadores do ACSO aguardam apenas o desfecho da transação de compra dos robôs que está sendo tratada pela equipe da Reitoria da Uneb que irá providenciar a conclusão em tempo hábil mantendo o usual apoio às inciativas científicas da Universidade.

Com esta aquisição a Uneb se capacitará para ser a primeira equipe brasileira a ter um time de futebol de robôs NAO para disputar o mundial de 2014 na categoria Standard Platform League jamais disputada por qualquer brasileiro. Além disto a chance real de conquistar uma premiação já em 2013 na CBR nesta categoria de corrida de robôs humanóides. A comunidade científica baiana aguarda ansiosa a conclusão da compra dos robôs pela Uneb e fica na torcida pelos nossos representantes na CBR 2013.

RoboCup@Home

Ao lado do futebol de robôs bípedes, esta categoria é um dos destaques da iniciativa RoboCup. São apresentados desafios para serem resolvidos por robôs de serviços domésticos. Remontando boa parte da ficção científica do século passado, os robôs são desafiados a realizar limpeza, cuidar de plantas, cozinhar, servir convidados dentre outras tarefas sempre obedecendo e reconhecendo os humanos e interagindo de forma natural com os mesmos.

Reconhecimento de faces, manipulação fina de objetos, deslocamento em ambiente domésticos sem colidir com obstáculos, adaptação às mudanças no ambiente, reconhecimento e síntese de voz são alguns dos desafios presentes nesta categoria.

Até o atual momento nenhuma equipe brasileira participou deste desafio da RoboCup. Durante a CBR 2013 será organizado de forma pioneira o primeiro desafio aberto RoboCup@Home. Quatro equipes brasileiras irão aventurar-se neste desafio que ainda não reproduz completamente o ambiente de competição RoboCup, mas introduz os primeiros passos para fomentar a categoria no país. O Bahia RT está entre estes pioneiros e tem planos de ser a primeira equipe brasileira a disputar o mundial da RoboCup 2014 nesta categoria. Vencer o desafio em Fortaleza seria um excelente passo inicial.

Uneb é destaque na Comunidade Brasileira e Internacional

O histórico de resultados e contribuições do ACSO desde sua criação em 2006 tem colocado os pesquisadores do grupo em posições destacadas no cenário nacional e internacional.

A Competição Brasileira de Robótica 2013 teve sua organização geral confiada ao Prof. Marco Simões. Além dele, o Prof. Josemar Souza é um dos responsáveis por coordenar a inciativa pioneira no país de realizar o desafio aberto RoboCup@Home.

Possuem assento nos comitês executivos brasileiros da RoboCup Brasil os profs. Marco Simões, Josemar Souza e Diego Frias nas categorias Futebol de Robôs Simulação 3D, RoboCup@Home e Standard Platform League, respectivamente. Estes comitês são responsáveis por fomentar as categorias no país aumentando a quantidade e qualidade das equipes brasileiras em cada categoria.

Em 2014, o Brasil terá a honra de sediar pela primera vez a competição mundial RoboCup na cidade de João Pessoa-PB. O Prof. Marco Simões é integrante da comissão organizadora local além de ser coordenador local da categoria Futebol de Robôs Simulado 3D. Já o Prof. Josemar Souza é o organizador local da categoria RoboCup@Home.

Ainda em 2013, o ACSO foi o organizador da etapa estadual na modalidade prática da Olimpiada Brasileira de Robótica (OBR) 2013. Sob a coordenação do Prof. Josemar Souza - representante estadual da Bahia na OBR - o evento foi realizado no colégio Sartre COC Nobel. O evento destina-se a estudantes do ensino fundamental e médio e objetiva a motivação e revelação de novos talentos para carreira científica em geral e na área de robótica em particular. Duas equipe de Vitória da Conquista venceram as modalidades fundamental e médio respectivamente e representarão o estado nas finais da OBR que acontecem em Fortaleza junto com a CBR 2013.


Participantes da OBR 2013 organizada pelo ACSO em Salvador.

Todas estas responsabilidades atribuídas aos pesquisadores do ACSO representam a confiança que a comunidade científica de robótica nacional e internacional depositam no grupo, graças aos investimentos realizados pela Uneb e governo do Estado da Bahia, colocando o Estado em posição de destaque.

A equipe Bahia RT é desenvolvida pelos estudantes do curso de Sistemas de Informação da Uneb: Lorena, Emmanuel Argolo, Alan Santos, Danilo Lourenço, Alan Deivite, Flávio Sapucaia e Leone Jesus sob a orientação dos professores Marco Simões, Josemar Souza e Diego Frias.

Maiores informações sobre o projeto estão disponíveis no Site do BRT.