Notícia 010

UNEB é Campeã Brasileira de Futebol de Robôs.

No último dia 11 de outubro de 2007, a equipe de pesquisadores em Robótica Inteligente do ACSO conquistou o título de campeã brasileira na categoria Futebol de Robôs Visualização Física. O feito ocorreu no Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) que hospedou no período de 07 a 11 deste mês a Competição Brasileira de Robótica(CBR).

A Categoria Visualização Física é formada por micro robôs (Foto 1) construídos pela Citizen, Japão. Estes robôs são protótipos lançados no ano de 2007 e doados a 12 grupos de pesquisa no mundo, criteriosamente selecionados pela Citizen. Dentre estes doze grupos, três são brasileiros e um deles é o ACSO.


Foto 1: Lance de Gol do BahiaPV em uma das partidas da competição.


Esta categoria reúne características positivas desenvolvidas em diversas outras categorias da Robocup Federation e tem por meta prover uma plataforma de fácil programação para os iniciantes em robótica. Desta forma, alunos oriundos do ensino médio poderão iniciar a programação de robôs e adquirir de forma prática as noções de controle e inteligência artificial já nos primeiros semestres da graduação. Um ponto importante, é que os alunos podem, usando esta plataforma que está sendo desenvolvida, construir seu próprio conhecimento ao invés de seguir as metodologias tradicionais baseadas em aulas expositivas.

Como único país a ter 03 grupos de pesquisa participando desta categoria, o Brasil organizou durante a Competição Brasileira de Robótica e Robocup Brazil Open a primeira edição nacional da competição Visualização Física. Até este momento, apenas uma edição mundial já aconteceu em julho de 2007 durante a Robocup. Esta categoria foi coordenada durante a CBR2007 pelo Prof. Marco Simões (ACSO/UNEB e FIB). Três equipes participaram da competição brasileira:

  • BahiaPV (UNEB / FIB)
  • FURGBOL (FURG-RS)
  • UFRN

A competição ocorreu com partidas de futebol em que cada equipe joga com dois robôs (2 contra 2). Uma peculiaridade desta categoria é que, apesar de os robôs serem reais, o ambiente é virtual. Ou seja, o campo, as traves, a bola são todos simulados. A Foto 1 ilustra um lance de gol da equipe BahiaPV na competição.

Na primeira etapa, no dia 10 de outubro, todas as equipes enfrentaram-se entre si e as duas melhores qualificaram-se para a final no dia 11. Os resultados foram:

UFRN 0x2 FURGBOL
BahiaPV 2x1 UFRN
BahiaPV 1x2 FURGBOL


Com estes resultados, FURGBOL e BahiaPV qualificaram-se para a final. Na grande final, a equipe BahiaPV devolveu o placar de 2x1 sobre a FURGBOL e sagrou-se a primeira campeã brasileira desta categoria. A Foto 2 exibe os membros da equipe comemorando o resultado logo após a final. A Foto 3 exibe os troféus conquistados pelo Bahia Robotics Team na CBR 2007.


Foto 2: Equipe do Bahia Robotics Team comemorando o título na categoria Visualização Física.


Futebol Simulado 2D

O Bahia Robotics Team, consórcio de pesquisa formado pelo ACSO/UNEB e pela FIB, também disputou a categoria Futebol Simulado 2D. Nesta categoria não são usados robôs reais, todo o ambiente e os robôs são simulados numa tela de computador. O grande diferencial desta categoria está no fato de ser a única que suporta partidas de onze robôs contra onze. Isto permite desenvolver técnicas avançadas de inteligência artificial que serão usadas futuramente nas demais categorias com robôs físicos quando estes estiverem evoluídos o suficiente para disputar partidas com times completos. Por ser disputada desde o início da Robocup em 1996, esta é uma das categorias mais tradicionais e mais difíceis de serem disputadas internacionalmente, devido ao alto padrão de qualidade das equipes. Pelo baixo custo necessário para a disputa da mesma (apenas computadores convencionais são usados), também é uma das categorias que conta com a maior quantidade de participantes em todo o mundo.


Foto 3: Troféus de Campeã da Categoria Visualização Física e Terceiro Lugar na categoria Simulação 2D conquistados pela equipe Bahia Robotics Team.


No Brasil, não é diferente e a categoria Futebol Simulado 2D contou com a participação de nove equipes na CBR 2007, caracterizando-se como a categoria com maior quantidade de participantes. As equipes foram divididas em três grupos de três equipes na primeira fase. Após todas jogarem contra todas, duas equipes de cada grupo se classificaram. Na segunda fase, foram formados dois grupos de três equipes cada, classificando novamente duas equipes em cada grupo. As quatro classificadas disputaram partidas semifinais e, em seguida, a decisão do terceiro lugar e a grande final no dia 11 de outubro.

A campanha do Bahia2D foi a seguinte:

Primeira Fase:
Bahia2D 1x2 PET-Soccer (UFES)
Bahia2D 6x3 MecaTeam (UFBA)


Segunda Fase:
Bahia2D 0x3 Gargalos (UFES)
Bahia2D 3x2 Destroyer (UFES)


Semifinal:
Bahia2D 0x4 PET-Soccer (UFES)


Decisão Terceiro Lugar:
Bahia2D 5x0 FURGBOL (FURG-RS)


Com estes resultados, o Bahia2D conquistou o troféu de terceiro colocado (Foto 3) na sua primeira participação em uma competição brasileira de robótica. A equipe PET-Soccer da UFES foi a campeã vencendo a equipe do Gargalos da mesma instituição por 1x0 na final.

Cooperação Científica

Nunca é demais lembrar que mais do que uma competição, a CBR trata-se de um evento científico. A participação de todas as equipes neste evento tem como pré-requisito a submissão e aceitação de um artigo científico sobre os trabalhos desenvolvidos por cada grupo. Desta forma, diversos contatos foram realizados durante o evento visando a cooperação entre as instituições no desenvolvimento de trabalhos futuros.

Em particular, as equipes da categoria Visualização Física, reuniram-se juntamente com Rodrigo Guerra, idealizador e organizador da categoria em nível internacional, e decidiram trabalhar juntas (UNEB/FIB, UFRN e FURG) no desenvolvimento de uma nova versão do servidor para a competição de Futebol na categoria que, a partir do próximo ano passará a chamar-se Realidade Mista (Mixed Reality - MR). Aliás, cabe uma menção especial e agradecimento ao Rodrigo Guerra que forneceu todo o apoio técnico para viabilizar a realização desta primeira edição da categoria no Brasil. Sem o apoio dele a competição não aconteceria.

As equipes da categoria Simulação 2D formaram uma rede visando a disputa de competições remotas entre as equipes, permitindo que as mesmas possam testar seus avanços científicos com maior freqüência. Isto permitirá uma aceleração no nível técnico das equipes tornando-as competitivas internacionalmente.

Além disto, logo após a CBR 2007, algumas equipes bem sucedidas e com propostas científicas interessantes serão convidadas a integrar a Seleção Brasileira de Robótica 2008 que deverá trabalhar de forma cooperativa visando apresentar equipes brasileiras fortes na competição mundial Robocup 2008 que acontecerá em Suzhou na China.

CBR 2008

Em 2008, as Competições Brasileiras de Robótica (CBR 2008) serão sediadas em Salvador-BA. O evento ocorrerá em paralelo ao Simpósio Brasileiro de Inteligência Artificial (SBIA) coordenado pelo prof. Augusto Loureiro (UFBA). A CBR 2008 será coordenada pelo prof. Jackson Matsuura do ITA-SP. Dentro da CBR 2008, como nos anos anteriores, ocorrerá a Robocup Brazil Open que, em 2008, será coordenada pelo prof. Marco Simões (UNEB / FIB), e a Competição IEEE Brasileira de Robôs coordenada pela Profa. Esther Colombini (ITA-SP).